como conseguir reverter negativa do plano de saúde

Como reverter negativa do plano de saúde

Como se sabe, a negativa de cobertura de tratamentos pelos planos de saúde é uma das principais reclamações de pacientes, mas é importante que você saiba que não está sozinho, e que com a ajuda de um advogado especialista em planos de saúde é plenamente possível buscar reverter negativa do plano de saúde.

Advogado Especializado em Plano de Saúde

Viver a experiência de receber uma negativa de tratamento por parte do plano de saúde é um cenário profundamente angustiante, marcado por uma mistura intensa de frustração.

Em momentos nos quais a saúde e o bem-estar estão em jogo, a recusa em cobrir determinado procedimento, cirurgia, medicamento de alto custo ou tratamento especializado cria um abismo de incertezas.

A comunicação formal da negativa, muitas vezes fria e repleta de termos técnicos, agrava a angústia ao parecer distante da realidade humana por trás da papelada.

A sensação de não ser compreendido ou considerado individualmente intensifica o sofrimento do beneficiário, que se vê perdido em um sistema que deveria garantir, acima de tudo, o direito básico à saúde.

Nesse contexto, a busca por alternativas, a contestação da decisão e a mobilização de recursos legais tornam-se não apenas uma necessidade prática, mas também uma jornada emocional.

O enfrentamento da negativa transforma-se em um ato de resistência, uma busca incansável por justiça e pela garantia do direito fundamental de receber o tratamento adequado.

Em meio à angústia que permeia esse processo, é fundamental que os beneficiários encontrem apoio emocional, informações claras sobre seus direitos e, quando necessário, orientação jurídica especializada.

Lidar com uma negativa de tratamento vai além do aspecto médico; é uma experiência que demanda resiliência, determinação e a conscientização de que, mesmo diante das adversidades, há recursos e apoio disponíveis para auxiliar na busca pela saúde e bem-estar.

Nosso papel aqui é te ajudar a passar por esse momento e preservar os seus direitos!

Neste artigo, exploraremos as dificuldades enfrentadas pelos pacientes nesses momentos e as estratégias eficazes para reverter tais decisões.

é possível reverter negativa do plano de saúde

Passo a Passo para Reverter Negativa do Plano de Saúde

1. Compreendendo as Razões da Negativa:

Antes de iniciar o processo de reversão, é fundamental compreender as razões por trás da negativa do plano de saúde. Muitas vezes, as negativas estão relacionadas a questões documentais, cobertura específica ou interpretação inadequada das políticas do plano.

Diversos fatores podem contribuir para essa negativa, sendo essencial compreender as razões por trás dessa decisão, que pode impactar significativamente a vida e a saúde dos usuários. Os motivos mais comuns de negativa de cobertura pelo plano de saúde se baseia em alguma dessas justificativas:

  • Aspectos Contratuais e Cláusulas Restritivas: Muitas negativas de cobertura estão relacionadas a cláusulas contratuais que estabelecem limites, carências e exclusões específicas. Certos procedimentos, tratamentos ou medicamentos podem não estar contemplados no contrato, levando à recusa de cobertura. Ainda assim, mesmo nesses casos, é possível buscar reverter negativa do plano de saúde.
  • Prazos de Carência Não Cumpridos: A não observância dos prazos de carência estabelecidos pelo plano de saúde é outra razão comum para a negativa. Alguns procedimentos exigem um período mínimo de vinculação ao plano antes de serem cobertos, e a falta desse cumprimento pode resultar na recusa do atendimento. Tenha em mente no entanto que em casos de urgência ou emergência, o plano não pode negar cobertura alegando carência.
  • Procedimentos Não Listados no Rol da ANS: O rol de procedimentos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) define os serviços mínimos que os planos de saúde são obrigados a cobrir. Quando um procedimento não consta nesse rol, o plano costuma negar a cobertura, mesmo que seja considerado essencial pelo médico. Essa postura do plano, no entanto, é abusiva, pois a Lei 9.656/98, que regulamenta os planos de saúde, obriga a cobertura de tratamento pelo plano de saúde de qualquer doença listada na Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde, também chamada simplesmente de CID.Além disso, o beneficiário do plano de saúde é protegido pelo Código de Defesa do Consumidor, que considera nula qualquer restrição que ponha o consumidor em situação de desvantagem excessiva.
  • Caráter Experimental ou Fora do Protocolo: Tratamentos experimentais, não reconhecidos pela comunidade médica como padrão, ou aqueles que fogem dos protocolos estabelecidos, podem ser alvo de recusa. Por isso, é importante que o seu médico justifique detalhadamente a opção por determinado tratamento, indicando referências de estudos e protocolos previstos na literatura médica que embasem aquele tratamento.
  • Informações e Documentação Insuficientes: A falta de documentação completa e adequada, como laudos médicos detalhados, receitas e justificativas precisas, pode levar à negativa de cobertura. A apresentação clara e completa das informações é crucial para respaldar a necessidade do procedimento.
  • Inadimplência ou Suspensão do Contrato: Caso haja inadimplência no pagamento das mensalidades ou suspensão do contrato por parte do beneficiário, o plano de saúde pode recusar cobertura durante esse período.
  • Avaliação de Necessidade: Planos de saúde muitas vezes questionam a necessidade do procedimento, querendo forçar o paciente a se submeter a uma junta médica ou avaliação de uma auditoria com médicos do plano para verificarem se o procedimento é realmente necessário. No entanto, saiba que esse tipo de exigência é abusiva, pois o plano de saúde não pode se intrometer no tratamento prescrito. Quem define o melhor tratamento é o seu médico, não o plano!

Como vimos acima, as principais justificativas apresentadas pelos planos de saúde para negar cobertura de determinados tratamentos muitas vezes são abusivas e podem ser discutidas e revertidas.

Assim, o primeiro passo para reverter negativa do plano de saúde é solicitar uma explicação detalhada por escrito para identificar com precisão qual o fundamento da negativa pois, a partir daí, será possível avaliar se a negativa tem fundamento ou se é abusiva (como ocorre na maioria dos casos).

2. Analisando o Contrato para reverter negativa do plano de saúde:

Examine cuidadosamente o contrato do plano de saúde. Entenda os termos e condições, as exclusões e as coberturas oferecidas. Certifique-se de que o tratamento negado esteja dentro do escopo do que é coberto pelo plano. Às vezes, as negativas ocorrem devido a interpretações equivocadas das cláusulas contratuais.

3. Coletando Evidências e Documentação Adequada para reverter negativa do plano de saúde:

Reúna todas as evidências e documentação relevantes para respaldar sua solicitação de reversão da negativa. Isso pode incluir relatórios médicos, laudos, prescrições e qualquer outra informação que comprove a necessidade do tratamento. Quanto mais documentação você tiver, e mais bem fundamentada ela for, mais forte será o seu caso para reverter negativa do plano de saúde.

4. Entrando em Contato com o convênio para reverter negativa do plano de saúde:

O próximo passo para reverter negativa do plano de saúde é entrar em contato com o serviço de atendimento ao cliente do plano de saúde.

Explique sua situação de maneira clara e concisa, fornecendo todas as evidências necessárias. Certifique-se de anotar o nome e o número de identificação do atendente, além de registrar a data e o horário da ligação bem como o número de protocolo da chamada.

5. Utilizando os Órgãos Reguladores para reverter negativa do plano de saúde:

Caso o contato direto com o plano de saúde não resulte na reversão da negativa, é possível buscar a ajuda de órgãos reguladores de saúde.

No Brasil, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) pode ser acionada para mediar conflitos entre beneficiários e operadoras de planos de saúde através do registro de uma reclamação.

Você pode também abrir uma reclamação junto ao Procon.

Embora este não seja um passo obrigatório, caso seja necessário entrar com uma ação judicial isso ajuda a mostrar ao juiz que você tentou resolver amigavelmente a situação de todas as formas.

6. Consultando um Advogado Especializado em reverter negativa do plano de saúde:

Se não for possível reverter a negativa do plano de saúde por vias administrativas (ou você não se sentir seguro para todo o passo a passo acima), é aconselhável então procurar a orientação de um advogado especializado em direito à saúde.

Advogado Especializado em Plano de Saúde

Um profissional pode avaliar a situação, identificar possíveis violações contratuais e legais e, se necessário, auxiliar a buscar reverter a negativa do plano de saúde por meio de medidas judiciais.

Na enorme maioria dos casos é possível reverter negativa do plano de saúde por meio de um processo judicial contra o plano de saúde.

Leia Mais:

Como funciona o processo contra o plano de saúde

Conclusão:

Enfrentar uma negativa do plano de saúde pode ser desafiador, mas não é uma batalha perdida. Ao compreender as razões por trás da negativa, analisar o contrato, coletar documentação adequada e seguir os passos corretos, você aumenta suas chances de reverter a decisão e garantir o acesso ao tratamento necessário. Lembre-se, a persistência e a informação são suas maiores aliadas nesse processo.

Além disso, contar com o suporte de um advogado especialista em planos de saúde neste momento tão importante é fundamental para resguardo da sua tranquilidade e defesa dos seus direitos.

O escritório Bueno Brandão Advocacia é especializado em direito a saúde, atuando exclusivamente na defesa dos direitos dos pacientes e conta com muitos anos de experiência na área.

Se você se deparar com uma negativa de cobertura de tratamento do plano de saúde, entre em contato conosco pois estamos à disposição para lutar por você para reverter negativa do plano de saúde.

 

Fale com um advogado especialista em Saúde