Plano de Saúde deve cobrir Mamoplastia Redutora?


Mas a final, Plano de Saúde deve cobrir Mamoplastia Redutora? Confira:


Mamoplastia Redutora, ou ainda cirurgia de redução de mamas, é uma cirurgia onde se remove o excesso de gordura, pele e tecidos glandulares, tornando os seios de tamanho adequado para o corpo e estrutura óssea da paciente.

Existem ainda muitas dúvidas a respeito da Cobertura de Mamoplastia Redutora por Planos de Saúde, então hoje vamos te contar tudo sobre o procedimento e como conseguir cobertura de sua operadora.

Confira:

Mamoplastia Redutora – o que é?

Antes de falarmos sobre a cobertura da Mamoplastia Redutora por Planos de Saúde, devemos entender perfeitamente o que ela é.

A Mamoplastia Redutora é um procedimento cirúrgico destinado a corrigir deformidades no tamanho dos seios.  Por meio da cirurgia, são retirados excesso de gordura, pele e tecido glandular, visando atingir tamanho proporcional de acordo com o biotipo e estrutura corporal da paciente. Por ser considerado um procedimento invasivo, é comum que o médico responsável indique acompanhamento antes, durante a após a Mamoplastia Redutora.

Existem os casos de Mamoplastia Redutora onde a paciente pode necessitar de próteses de silicone, principalmente quando há “espaços vazios” nos seios. Tudo depende de diversos fatores. Pode-se dizer que, na Mamoplastia Redutora, cada caso é um caso e deve ser tratado de forma singular tanto pela paciente quanto pelo cirurgião responsável.

Mamoplastia Redutora está no Rol da ANS?

O Rol da ANS é uma lista de “procedimentos e eventos em saúde”. Nele constam todos os procedimentos que devem ter Cobertura dos Planos de Saúde. A Mamoplastia Redutora não está prevista expressamente na lista, o que leva muitos planos a negarem a cobertura sob esta justificativa.

Porém, em todo caso que há necessidade médica de procedimento cirúrgico, o Plano de Saúde deve cobrir.

Plano de Saúde deve cobrir Mamoplastia Redutora?

Planos de Saúde devem cobrir a Mamoplastia Redutora, sempre que o procedimento não tiver fins meramente estéticos e, sim, natureza reparadora.

Ou seja, deve haver a cobertura quando  o quadro clínico cause problemas à saúde da paciente como:

  • Dor nas costas, coluna, ombro e pescoço causados pelo excesso de peso dos seios;
  • Irritação na pele devido caimento dos seios;
  • Depressão nos ombros devido uso de sutiã.

Nesses casos, o Plano de Saúde Cobre a Mamoplastia Redutora com um laudo médico atestando para os devidos fins que o procedimento cirúrgico não tem cunho estético.

Plano de Saúde cobre Prótese de Silicone em caso de Mamoplastia Redutora?

Quando uma paciente passa pela cirurgia de Mamoplastia Redutora, em alguns casos o implante mamário de silicone pode ser recomendado pelo médico. Se houve a prescrição, as operadoras de Plano de Saúde devem sim cobrir o implante.

O que fazer se meu Plano de Saúde negar a Mamoplastia Redutora?

A negativa da Mamoplastia Redutora por Planos de Saúde pode ser revertida com a ajuda de um Advogado Especialista em Saúde, por meio de processo judicial em que normalmente se pedirá uma liminar obrigando a operadora a Cobrir a Mamoplastia Redutora.

Curiosidade: A Ginecomastia deve ser coberta pelos planos de saúde?

A Ginecomastia, que é a cirurgia de redução de glândulas mamárias em homens, também deve ser, obrigatoriamente, coberta por Planos de Saúde desde que seja constada hipertrofia da glândula mamária.

Como conseguir liminar para Plano de Saúde Cobrir Mamoplastia Redutora?

Precisa de uma Liminar para obrigar seu Plano de Saúde a Cobrir sua Mamoplastia Redutora?

Preencha o formulário abaixo e fale com um Advogado Especialista em Saúde.

 

Fale com um advogado especialista em Saúde