Plano de Saúde Cobre Cirurgia Bariátrica?


Plano de Saúde Cobre Cirurgia Bariátrica?


Em Junho de 2018, o Ministério da Saúde divulgou que quase 20% da população brasileira sofre com obesidade. Nos últimos dez anos, a obesidade aumentou 110%.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, até 2025, acredita-se que existirão mais de dois bilhões de adultos com sobrepeso.

Com o aumento nas taxas de obesidade, veio também o aumento da busca por Cirurgia Bariátrica, mas será que os Planos de Saúde dão Cobertura?

Cirurgia Bariátrica – O que é?

Também conhecida como Redução de Estômago, a Cirurgia Bariátrica é realizada somente com indicação médica. Normalmente utilizada para tratar obesidade e outras doenças causadas pela obesidade.

Existem diversas técnicas cirúrgicas, como por exemplo:

Banda gástrica ajustável

Nesta técnica, é implantado um dispositivo de silicone ao redor do topo do estômago, reduzindo a fome e desestimulando a ingestão de alimentos. A vantagem desta técnica é que é reversível e menos radical, mas pode tornar a perda de peso mais lenta.

 

BYPASS GÁSTRICO

O bypass gástrico é uma técnica em que é criada uma espécie de bolsa fora da parte superior do estômago e conectada ao intestino. Por meio deste “desvio”, o alimento contorna parte do estômago favorecendo o emagrecimento de forma significativa.

 

Desvio biliopancreático

Por meio desta técnica, é removida uma parte significativa do estômago, conectando-se o duodeno ao intestino. É uma modalidade mais radical que limita consideravelmente a absorção de alimentos, vitaminas e minerais, favorecendo a perda de peso mas criando também o risco de problemas como anemia, caso não haja um acompanhamento constante.

Sleeve

O Sleeve abrange a remoção de cerca de 80% do estômago que, menor, gera uma rápida sensação de saciedade reduzindo assim a quantidade de alimentos ingerida e, consequentemente, estimulando a perda de peso. Assim como bypass gástrico e o desvio biliopancreático, é um procedimento não reversível.

A Cirurgia Bariátrica é indicada para pacientes com IMC (Índice de Massa Corporal) igual ou superior a 40 Kg/m², ou IMC a partir de 35 Kg/m² associado a complicações causadas pelo excesso de peso no corpo.

A Cirurgia Bariátrica foi incluída no rol básico de cobertura de Planos de Saúde no ano de 2012 pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar). Porém, as operadoras possuem algumas regras para custear a cirurgia e, normalmente, criam empecilhos indevidos.

O paciente deve ter em mente que, havendo indicação médica expressa, o procedimento deve ser coberto, não cabendo ao plano interferir na indicação do médico.

Cirurgia Bariátrica x Balão Intragástrico – Qual a diferença?

Enquanto a Cirurgia Bariátrica ou de Redução de Estômago é invasiva, o Balão Intragástrico é inserido pelo esôfago e inflado dentro do corpo do próprio paciente e, após um determinado período, é retirado do estômago.

Ambos os tratamentos são eficientes para o tratamento de obesidade, e a melhor opção deve ser discutida entre o médico e o paciente.

Para saber mais sobre Balão Intragástrico clique aqui.

Plano de Saúde Cobre Cirurgia Bariátrica?

As operadoras de Planos de Saúde têm algumas regras para Cobrir a Cirurgia Bariátrica. Fique atento a elas!

Os Planos de Saúde São Obrigados a Cobrir a Cirurgia Bariátrica nos seguintes casos:

  • Com idade entre 18 a 65 anos;
  • Obesidade mórbida há mais de 5 (cinco) anos;
  • Ter IMC (Índice de Massa Corporal) entre 35 Kg/m² e 39,9 Kg/m²; associado à presença de alguma doença causada pela obesidade, como diabetes, hipertensão arterial, apneia do sono, etc ou
  • IMC entre 40 Kg/m² a 50 Kg/m² com ou sem nenhuma doença subsequente da obesidade.

Um fator que pode não dar direito a Cobertura de Cirurgia Bariátrica Pelo Plano de Saúde é a saúde mental do paciente. No caso de Problemas mentais “descompensados”, como casos de psicose, demência, uso exagerado de álcool ou drogas ilícitas ou até mesmo habito de ingestão de doces em excesso podem ser um impeditivo para a Cobertura da Cirurgia Bariátrica. Por isso é importante que a indicação da realização do procedimento seja também acompanhada de laudo psicológico.

Fiz a Cirurgia Bariátrica – Plano de Saúde cobre retirada do excesso de pele?

Após a realização da cirurgia bariátrica e a significativa perda de peso, é comum que os pacientes apresentem quadros de flacidez e excesso de pele.

Nestes casos, é indicada a realização de cirurgias plástica para retirada dos excessos, mas os planos de saúde negam ou autorizam apenas parcialmente a cobertura destes procedimentos.

A Justiça vem entendendo como obrigação do Planos de Saúde a Cobertura de cirurgias de Retirada de Pele para pacientes que foram submetidos a Cirurgia Bariátrica ou de redução de estômago.

O entendimento é de que a Retirada de Pele após Bariátrica tem natureza reparadora (e não apenas estética), sendo considerada um tratamento de saúde, pois o excesso de tecido adiposo pode gerar doenças como infecções e outras doenças.

Sendo assim, se houver indicação médica, deve ser coberto totalmente pelo plano de saúde.

Meu Plano de Saúde se negou a Cobrir minha Cirurgia Bariátrica. E agora?

Tem algum problema com negativas de cobertura do seu Plano de Saúde? Fale com um advogado especialista em saúde e evite que seus direitos sejam lesados.

 

Fale com um advogado especialista em Saúde